Por parroyo

O Ibovespa opera volátil nesta quinta-feira como reflexo, principalmente, da oscilação das ações da Petrobras. A companhia apresentou na madrugada de quarta-feira o balanço não auditado do terceiro trimestre do ano passado sem apontar as perdas contábeis referentes à corrupção. O fato aumentou a incerteza sobre a saúde financeira da estatal e os investidores aguardam a posição da diretoria, que será apresentada em uma teleconferência nesta tarde, às 14h.

Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa recuava 0,38%, aos 47.511 pontos. As ações ordinárias da petroleira lideravam as perdas com queda de 4,17%, seguida pelas preferenciais, que perdiam 2,88%. Na ponta positiva, Gerdau PN avançava 4,91%.

No campo corporativo, o Bradesco abre a temporada de divulgação de resultados do quarto trimestre do ano passado ao reportar lucro líquido de R$ 3,99 bilhões no período. Em 2014, o banco, segundo maior do país, registrou lucro de R$ 15,08 bilhões alta de 25% em relação a 2013. Entretanto, seu papel preferencial (BBDC4) desvalorizava 1,31%.

Na agenda, o Banco Central elevou as projeções dos preços administrados de 6% para 9,3% neste ano. A perspectiva considera o aumento de 8% no preço da gasolina, 3% no valor do botijão de gás, 0,6% nas tarifas de telefonia e 27,6% nos preços da energia elétrica, devido ao repasse às tarifas do custo de operações de financiamento, contratadas em 2014, da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

A autoridade monetária destacou ainda que “os avanços alcançados no combate à inflação – a exemplo de sinais benignos vindos de indicadores de expectativas de médio e longo prazo – ainda não se mostram suficientes”, o que foi avaliado pela Guide Investimentos como uma sinalização de que pode ocorrer mais uma alta na Selic, de 0,25 ponto percentual, na próxima reunião, em março.

Nos Estados Unidos, as bolsas abriram em direções opostas. Os Investidores avaliam a posição do comitê de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que reconheceu os avanços no ritmo de recuperação da economia, mas deixou claro que a alta dos juros permanece no radar. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 0,26%, enquanto o S&P tinha queda de 0,39%.

No mercado de câmbio, o dólar opera em alta de 0,69%, cotado a R$ 2,595 na venda.

Você pode gostar