Por parroyo
O Ibovespa opera em forte alta nesta terça-feira impulsionado pelas ações da Petrobras, que sobem mais de 9% em meio a rumores de que a presidente da estatal, Graça Foster, será substituída no cargo. Contribui ainda para o bom humor dos investidores a recuperação no preço do petróleo – a cotação do barril de Brent chegou a superar os US$ 55 – e também um discurso mais ameno na Grécia, que afasta, por enquanto, a possibilidade de o país deixar a Zona do Euro. Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa tinha alta de 0,84%, aos 48.050 pontos.
À frente dos ganhos, as ações preferenciais da petrolífera (PETR4) subiam 9,12%, seguidas pelas ordinárias (PETR3), que valorizavam 8,75%. De acordo com reportagem do jornal Folha de S.Paulo, o Palácio do Planalto já teria informado Graça de que ela será substituída do cargo da presidência. A divulgação que a baixa contábil da estatal poderia chegar a R$ 88 bilhões por conta da corrupção teria pesado na decisão da presidente Dilma Rousseff. O governo nega as informações. Na ponta negativa, Kroton ON perdia 7,61%.
Publicidade
Na agenda, a produção industrial mostrou recuo de 3,2% em 2014, o pior resultado em cinco anos. “Essa foi a décima taxa negativa consecutiva. Na comparação com novembro, a produção recuou 2,8%, pouco acima dos esperados 2,5%, e acelerando deterioração”, pontuou a Guide Investimentos, em nota.
Entre os resultados corporativos, destaque para os números do Itaú Unibanco, que teve lucro líquido de R$ 5,52 bilhões no quarto trimestre, alta de 18,8%. No ano, o lucro somou R$ 20,2 bilhões – 29% maior em relação a 2013. Os papéis preferenciais (ITUB4) tinham alta de 3,36%.
Publicidade
Nos Estados Unidos, as bolsas abriram em campo positivo. Segue no radar dos investidores um discurso mais ameno do novo governo da Grécia liderado por Alexis Tsipras, que propôs trocar sua dívida por novos títulos atrelados ao crescimento do país. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 1,05%.
No mercado de câmbio, o dólar recuava 0,52%, cotado a R$ 2,701 na venda.