Após cinco quedas seguidas, Ibovespa passar por ajuste e opera no azul

Ação da Braskem derrete mais de 17% por envolvimento em esquema de corrupção. Dólar perde fôlego e opera perto da estabilidade, cotado a R$ 3,10

Por O Dia

Após cinco quedas seguidas, o Ibovespa passa por ajuste nesta quarta-feira e, por volta das 13h, subia 0,52%, aos 48.543 pontos alavancado pelas ações dos bancos. O fato de o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ter concordado com a proposta do presidente do Senado, Renan Calheiros, de corrigir a tabela do Imposto de Renda até 6,5% - a ideia inicial do governo era um teto de 4,5% - sinaliza para uma redução das tensões entre congresso e Planalto.

“Falta ainda melhorar o ambiente com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que pretende colocar na pauta das votações hoje a extensão da política atual de valorização do salário mínimo para todo o regime geral da Previdência, o que pode ser mais uma derrota para o Planalto”, apontou a XP investimentos, em nota.

À frente dos ganhos, Hering ON subia 4,63%. Destacam-se ainda na ponta positiva as ações dos bancos, que se ajustam às perdas recentes: Bradesco PN subia 2,52% e Itaú ON avançava 2,52%. Na contramão, Braskem PNA derretia 17,16% depois que dois delatores da Operação Lava Jato afirmaram que a petroquímica, controlada pela Odebretch, pagou propina para comprar matéria-prima mais barata da Petrobras entre 2006 e 2008. As ações da estatal, por sua vez, operavam no azul – as preferenciais valorizavam 1,52%.

Nos Estados Unidos, os principais índices de Wall Street subiam como ajuste à forte queda da véspera, quando o S&P teve o pior desempenho em dois meses em meio à expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) eleve a taxa de juros no meio deste ano. Por volta das 13h, o Dow Jones tinha alta de 0,29%.

Dólar

No mercado de câmbio, a moeda norte-americana perdia fôlego no início da tarde , quando subia 0,03%, cotada a R$ 3,105. Na máxima do dia, a divisa chegou a ultrapassar os R$ 3,13.


Últimas de _legado_Notícia