Dólar sobe antes da decisão do Fed, cotado a R$ 3,27

Ibovespa opera em alta, impulsionado por Petrobras e setor financeiro. Ação do Bradesco avança 3,3% após anúncio de aumento de capital

Por O Dia

Após ter cravado a maior alta em três meses na sessão de ontem, o Ibovespa opera em alta, nesta quarta-feira, impulsionado pelas ações da Petrobras e dos bancos. Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa subia 1,28%, aos 50.929 pontos. Já no mercado de câmbio, a expectativa pela decisão de política monetária nos Estados Unidos fortalece a moeda norte-americana em relação às moedas emergentes – no Brasil, o dólar subia 1,28%, cotado a R$ 3,272 na venda.

À frente dos ganhos do Ibovespa, Marfrig ON tinha alta de 4,94%. O setor financeiro também era destaque na ponta positiva: Banco do Brasil ON valorizava de 3,34% e Bradesco PN tinha alta de 1,55% - o banco comunicou que o Banco Central aprovou o processo de aumento do capital social no valor de R$ 5 bilhões, passando de R$ 38,1 bilhões para R$ 43,1 bilhões, com bonificação de 20% em ações.

As ações preferenciais da Petrobras, por sua vez, operavam em forte alta, de 3,26%. Entre as maiores baixas, Vale PNA (- 3,14%) devolvia parte dos ganhos da véspera.

Nos Estados Unidos, as bolsas operam no vermelho. Os investidores agem com cautela à espera da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que será anunciada às 15h. A presidente do Fed, Janet Yellen, irá discursar logo após a divulgação do comunicado, e o mercado aguarda pistas sobre uma possível antecipação da alta dos juros. Por volta das 13h, o Dow Jones caía 0,47%.

Últimas de _legado_Notícia