Ibovespa cai e dólar avança após fala de Tombini

Presidente do Banco Central não garante a continuidade do programa de swap cambial, que termina no fim de março

Por O Dia

O Ibovespa abriu em alta nesta terça-feira, mas perde força durante a sessão e, por volta das 13h, caía 0,39%, aos 51.704 pontos. No mercado de câmbio, o dólar também invertia direção e avançava 0,66%, cotado a R$ 3,166 na venda. O movimento reflete as declarações do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, sobre as intervenções da autoridade monetária no mercado feitas à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) no Senado. Apesar de afirmar que o BC tem condições de renovar integralmente os leilões de swap, Tombini não garantiu a continuidade do programa, que termina no fim de março.

Os investidores avaliam ainda a decisão de a agência de classificação de risco S&P ter mantido o rating global do Brasil, com perspectiva estável. Como justificativa para a manutenção, a agência apontou a expectativa de que o ajuste fiscal terá apoio da presidenta Dilma Rousseff do Congresso.

À frente dos ganhos do Ibovespa, EDP ON tinha alta de 2,08%. Na outra ponta, BM&FBovespa tinha queda de 2,76%. O papél da Vale também figurava entre as maiores perdas ao recuar 2,50%, após o Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China cair mais que o esperado em março - para 49,2 pontos - o que indica retração da atividade.

Nos Estados Unidos, as bolsas operam no azul diante da força do mercado imobiliário. A venda de casas novas saltou 7,8% em fevereiro e atingiu o maior patamar desde o começo da crise, em 2008. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 0,055 e o S&P avançava 0,11%.

Últimas de _legado_Notícia