Por parroyo

O Ibovespa abriu em alta, mas perdeu fôlego e chegou a cair mais de 1% pressionado pelos papéis da Vale e da Petrobras. Por volta das 13h, o principal índice da Bolsa perdia 0,83%, aos 55.072 pontos.

As ações ordinárias da Vale lideravam a ponta negativa do índice, com queda de 4,73%, em ajuste às altas recentes, que refletiram a recuperação no preço do minério de ferro. À frente dos ganhos, CSN ON avançava 4,55%.

As ações da Petrobras, por sua vez, operavam no vermelho. As preferenciais caíam 0,24%, enquanto as ordinárias desvalorizavam 2,05%.

Na agenda, a taxa desemprego subiu de 5,9% em fevereiro para 6,2% em março, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o maior percentual desde maio de 2011.

Nos Estados Unidos, as bolsas operam em direções opostas. Os investidores avaliam os resultados corporativos, enquanto na agenda aguardam a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), que vai acontecer amanhã, em busca de pistas sobre quando o Fed deve aumentar os juros. Por volta das 13h, O Dow Jones subia 0,22% e o Nasdaq tinha queda de 0,04%.

No mercado de câmbio, o dólar segue em queda como reflexo da aposta dos investidores de que a taxa de juro ficará baixa por mais tempo nos Estados Unidos. A moeda norte-americana caía 0,6%, cotada a R$ 2,90 na venda.

Você pode gostar