Ingresso de recursos nos fundos de investimento foi de R$ 9,5 bi em maio

Movimento veio na esteira do ciclo de alta do juro básico da economia, a Selic. Na semana passada, a taxa subiu para 13,75% ao ano

Por O Dia

O ingresso de recursos na indústria brasileira de fundos de investimento superou os resgates em R$ 9,5 bilhões em maio, informou nesta segunda-feira a Anbima, entidade que representa as instituições do mercado financeiro.

O movimento veio na esteira do ciclo de alta do juro básico da economia, a Selic. Na semana passada, a taxa subiu para 13,75% ao ano, mesmo patamar de dezembro de 2008.

As captações líquidas até maio concentram-se nas categorias Curto Prazo, Referenciados DI e Previdência, que aplicam principalmente em renda fixa.

A entrada de recursos nos fundos de investimentos coincide com a saída de recursos da caderneta de poupança. Na semana passada, o Banco Central informou que a poupança teve saída líquida de R$ 3,2 bilhões em maio e de R$ 32,3 bilhões nos primeiros cinco meses do ano. A caderneta oferece rentabilidade de 6% ao ano mais a Taxa Referencial (TR).

No ano até maio, a indústria de fundos acumula entrada líquida de R$ 22,2 bilhões.

Apesar da maior atratividade dos fundos de renda fixa devido à alta da Selic, em maio os destaques de rentabilidade foram os fundos Multimercado Macro e Multiestratégia, com rendimento de 2,52% e 2,47%, respectivamente, puxados principalmente pelo dólar mais alto, informou a Anbima.

Últimas de _legado_Notícia