Por parroyo

A Grécia, mais uma vez, não consegue firmar um acordo com seus credores e a cautela predomina nos mercados financeiros de todo o mundo. No Brasil, o Ibovespa opera no vermelho nesta segunda-feira e, por volta das 13h, caía 0,81%, aos 52.914 pontos.

Enquanto o governo grego está resistente para implementar mais austeridade no país, os credores não desbloqueiam mais uma parcela do empréstimo de resgate financeiro de € 7,2 bilhões, montante essencial para que a Grécia consiga pagar a dívida de € 1,6 bilhão para o Fundo Monetário Internacional (FMI) no fim deste mês. Caso aconteça um calote, o país deve deixar a Zona do Euro.

À frente dos ganhos, CESP PNB subia 1,6%. Na ponta negativa, Sabesp ON perdia 4,71%. As ações preferenciais da Petrobras, por sua vez, se destacavam entre as maiores altas, com valorização de 0,78%.

Nos Estados Unidos, o temor em relação à Grécia derruba os principais índices de Wall Street. Por volta das 13h, o Dow Jones perdia 0,70%.

No mercado de câmbio, o dólar caía 0,51%, cotado a R$ 3,102 na venda.

Você pode gostar