Ibovespa sobe com percepção de acordo entre Grécia e credores

Atenas aceita implementar mais medidas de austeridade em troca de ajuda financeira. Dólar sobe, cotado a R$ 3,10

Por O Dia

O Ibovespa opera em alta nesta terça-feira após a Grécia ter aceitado implementar mais medidas de austeridade, o que afasta o risco do país de deixar a Zona do Euro – a proposta de Atenas será avaliada pelos ministros de finanças da Zona do Euro. Por volta das 12h30h, o principal índice da Bovespa subia 0,61%, aos 64.194 pontos.

À frente dos ganhos, Braskem PNA subia 3,53%. Na contramão, JBS ON tinha queda de 2,46%. As ações preferenciais da Petrobras avançavam 0,53%.

Na agenda, está marcada para às 15h uma entrevista coletiva com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. A expectativa é que Levy discurse sobre os avanços no ajuste fiscal e anuncie uma diminuição do superávit primário (economia para pagar os juros da dívida), que hoje é de R$ 66,3 bilhões – cerca de 1,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

Nos Estados Unidos, as bolsas operam em direções opostas. Por um lado, existe o otimismo em relação ao acordo entre Grécia e seus credores. Entretanto, rumores de que o Federal Reserve (Fed) pode decidir subir a taxa de juros mais cedo que o esperado espalha cautela pelo mercado. Por volta das 12h30, o Dow Jones valorizava 0,07%, enquanto o S&P perdia 0,1%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,8%, cotado a R$ 3,10 na venda.

Últimas de _legado_Notícia