Por luana.benedito

Rio - Um dos assuntos que proporciona mais dúvidas no consumidor na hora da compra e venda de imóveis é a análise de documentos, fundamentais para atestar a validade da aquisição. E, em muitos casos, há registros e averbações na matrícula do imóvel, que podem até mesmo travar a transação.

E é justamente nessa hora que aumenta a importância de um bom corretor de imóveis, que assume um papel fundamental nessa fase do negócio, identificando essas situações especiais e a possibilidade de que surja algum risco à negociação. Com base nesse cenário, Manoel da Silveira Maia, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Rio de Janeiro (Creci-RJ), dá orientações e dicas para quem está passando por esse processo.

“É fundamental que o corretor de imóveis se mantenha sempre atualizado. O aprimoramento é importante para o profissional, mas também para a sociedade, visto que profissionais mais preparados asseguram atendimentos éticos, firmes e de qualidade”, destaca.

Outra dica passada pelo conselho é de verificar a situação do próprio vendedor do imóvel. É preciso providenciar os documentos para registrar que não há nenhum fator que impeça a concretização do negócio.

Com isso, aumenta, também, a necessidade de qualificação do corretor, que busca preparo técnico nos cursos oferecidos pela Universidade Corporativa do Creci-RJ (UniCreci-RJ). Até o final do ano, serão ministrados cursos sobre ‘Documentação Imobiliária’ no Rio de Janeiro, em Campos dos Goytacazes e em Itaperuna. Na capital, os cursos ocorrerão em Olaria, Vila da Penha e Jacarepaguá. A UniCreci-RJ também oferecerá cursos de ‘Compra e Venda’ e de ‘Usucapião Administrativo’ em dezembro.

Lançada no início do ano, a universidade do Creci-RJ entrou de vez no cotidiano do corretor de imóveis. A categoria tem participado ativamente de todos os encontros organizados pelo conselho, que fornece recursos técnicos para que os profissionais superem os obstáculos do cotidiano de trabalho.

Você pode gostar