Aluguel por 30 dias é período mínimo, orienta especialista

Portaria 24 horas, identificação obrigatória e câmeras são dicas para evitar roubos

Por O Dia

Rio - Quanto maior o número de apartamentos e a rotatividade de pessoas, maior a exposição a furtos e roubos. Como a segurança é uma preocupação constante nos condomínios, o advogado André Luiz Junqueira cita alguns exemplos de melhorias que merecem ser avaliados. Entre eles, a proibição a locações por temporada por períodos inferiores a 30 dias.

Guarita%2C instalações de câmeras na portaria%2C corredores%2C garagem e equipamentos para a segurançaDivulgação

Permitir que apartamentos tenham uma rotatividade similar a um hotel sem contratar empresa de segurança e manter portaria 24 horas é tornar o prédio alvo de criminosos. Além disso, inquilinos por temporada muitas vezes acham que o prédio realmente é um hotel e costumam deixar portas do prédio abertas. Para finalizar, divulgar entre os moradores e funcionários do condomínio as normas de segurança do prédio e estabelecer penalidades em caso de descumprimento.

Mas também há outras medidas importantes. Como estabelecer rotina de identificação obrigatória na portaria, boa medida e sem custo elevado. Junqueira ainda orienta que haja proibição de entrada no condomínio para não moradores desacompanhados. Se o morador não puder acompanhar, no caso de alguma enfermidade, um empregado do condomínio deve ser designado para cumprir a determinação. Essa medida pode ser substituída por um circuito interno de vigilância, pois o acompanhamento seria remoto.

Outras sugestões são instalar câmeras na portaria, corredores e garagem. Todo prédio deveria ter circuito interno de vigilância, seja para prevenir ou para identificar responsáveis por crimes ou danos. 

Últimas de _legado_Imóveis