Por douglas.nunes

MONTEVIDÉU - Uruguai receberá cinco detentos de Guantánamo a pedido do presidente Barack Obama, que prometeu fechar a questionada prisão, informou neta quinta-feira a revista Búsqueda.

"Obama expressou, durante as últimas semanas a seu colega uruguaio José Mujica, por meio de emissários, a vontade do governo de Washington de que o Uruguai seja um dos países a receber prisioneiros de Guantánamo", assinalou a publicação, que não revela mais detalhes.

"Mujica decidiu aceitar a proposta depois de uma série de consultas e de enviar emissários aos Estados Unidos e a Guantánamo, segundo informantes", acrescentou a revista, indicando, além disso, que durante sua última viagem a Cuba, em janeiro, Mujica conversou sobre o tema com o presidente cubano Raúl Castro, que concordou em apoiar a ideia.

Ainda de acordo com a revista, o secretário de Estado americano John Kerry ligou para Mujica para agradecer e confirmar que Obama o receberá na Casa Branca antes do fim de junho.

As transferências de presos de Guantánamo se intensificaram nos últimos meses, mas ainda existem 155 detentos na criticada prisão, sendo que a grande maioria sequer foi julgada pelas acusações de terrorismo que pesam com eles.

Ao assumir seu primeiro mandato, Obama prometeu fechar Guantánamo.

Você pode gostar