Por bruno.dutra

Kiev - As autoridades da Ucrânia ordenaram nesta segunda-feira a retirada de suas tropas da Crimeia, anunciou o presidente interino do país, Olexander Turchynov, depois que muitas bases ucranianas da península passaram ao controle russo.

"O Conselho de Segurança Nacional e de Defesa chegou a uma decisão, sob instruções do ministério da Defesa, de coordenar uma redistribuição das unidades militares posicionadas na Crimeia", declarou Turchynov aos líderes do Parlamento.

A península foi incorporada à Rússia na semana passada, apesar das sanções e dos protestos ocidentais. O anúncio de Turchynov marca uma mudança de posição das autoridades ucranianas, que até agora haviam autorizado os militares a atirar para defender suas bases. Apesar disso, nos últimos dias as bases ucranianas caíram quase sem combates para os russos.

As forças russas e pró-Moscou também assumiram o controle de vários navios da frota da Ucrânia, que estão essencialmente ancorados nos portos da península.Na manhã desta segunda-feira, as forças russas tomaram a base militar ucraniana de Feodosia, em uma operação que deixou vários marinheiros ucranianos feridos. De acordo com o ministério da Defesa da Ucrânia, entre 60 e 80 militares foram capturados.

Você pode gostar