Por marta.valim

O presidente russo Vladimir Putin afirmou nesta sexta-feira que as sanções impostas à Rússia em função de sua posição na crise ucraniana terão um efeito bumerangue contra o Ocidente.

"Não é evidente que as sanções econômicas utilizadas como um instrumento de pressão política no mundo atual terão um efeito bumerangue e se refletirão nas relações e economia dos países que são sua origem?", questionou Putin durante o Fórum Econômico de São Petersburgo.

"O modelo de um mundo unipolar fracassou", declarou ainda, fazendo alusão à política dos países ocidentais depois do fim da Guerra Fria.

Guerra Civil

O presidente russo declarou também que a crise na ex-república soviética se converteu em uma verdadeira guerra civil e culpou Washington por apoiar a destituição do ex-presidente Viktor Yanukovytch, considerado por ele o presidente legítimo do país, embora tenha dito que respeitará a escolha dos ucranianos.

"A crise ucraniana foi desencadeada porque Yanukovytch adiou o acordo de associação com a União Europeia. A isso se seguiu um golpe de Estado apoiado por nossos amigos americanos e o resultado é o caos e uma verdadeira guerra civil", declarou Putin no Fórum Econômico de São Petersburgo (noroeste da Rússia).

"Segundo a Constituição não pode haver eleição porque o presidente Yanukovytch (...) é o presidente em exercício", declarou em outro momento. "Mas nós também queremos que a calma retorne (à Ucrânia), vamos respeitar a eleição do povo ucraniano", acrescentou, garantindo que Moscou "trabalhará com as novas autoridades".

Pelo menos sete pessoas morreram nesta sexta-feira em combates próximo a Donetsk. Quatro insurgentes pró-russos e três voluntários que pertencem a batalhões que apoiam o exército ucraniano morreram perto do povoado de Karivka, segundo um fotógrafo da AFP no local.


Você pode gostar