Chefe da ONU tenta se manter neutro na estreia de seu país no Mundial

Sul-coreano Ban Ki-moon declarou que não esconderá seu apoio à equipe do seu país, mas como secretário é importante manter-se imparcial

Por O Dia

O secretário-geral da ONU, o sul-coreano Ban Ki-moon, declarou que tentará manter-se neutro durante a estreia de sua Seleção nesta terça-feira contra a Rússia na Copa do Mundo no Brasil."Esta é uma questão muito delicada e sensível para mim", disse Ban Ki-moon, sorrindo quando os repórteres perguntaram sobre sua torcida pela Coreia do Sul na Copa do Mundo.

"Eu não posso esconder meus sentimentos pessoais e meu apoio à equipe sul-coreana. Mas, como secretário-geral [da ONU], é muito importante manter-se imparcial. Apoiar todas as equipes participantes da Copa do Mundo", disse nesta terça-feira.

"Mas vocês devem saber que, ao mesmo tempo, quando a Seleção sul-coreana joga contra outras equipes, como contra a Rússia hoje (terça-feira), o meu coração bate mais rápido do que o habitual", acrescentou.

A Coreia do Sul fará sua estreia na Copa do Mundo de 2014 às 18h00, como parte do grupo H.

De qualquer forma, Ban Ki-moon revelou que tinha encontrado uma maneira de garantir a imparcialidade. "Eu decidi não assistir o jogo, eu vou saber o resultado por meio de meus colegas amanhã [quarta-feira] de manhã", disse ele.

"Desejo o melhor para todas as seleções. O esporte tem um incrível poder de unir as pessoas", concluiu o secretário-geral da ONU.

Últimas de _legado_Notícia