Sarkozy detido para interrogatório por suspeita de tráfico de influência

Os investigadores querem descobrir se o ex-presidente francês tentou obter, com a ajuda de seu advogado, informações de um magistrado com a promessa de um cargo de prestígio em troca

Por O Dia

O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foi detido na manhã desta terça-feira para um interrogatório por suspeitas de tráfico de influência, segundo uma fonte judicial.

Os investigadores da brigada anticorrupção da polícia judicial poderão interrogar o ex-presidente conservador (2007-2012) durante 24 horas, prazo que pode ser ampliado por mais um dia.

Ao fim do interrogatório, Sarkozy pode ser liberado sem acusações ou transferido a um juiz de instrução para o início de um processo.

Sarkozy chegou às 8H00 locais (3H00 de Brasília) à sede da direção central da polícia judicial (DCPJ) em Nanterre, região de Paris.

Neste local estão detidos desde segunda-feira o advogado do ex-presidente, Thierry Herzog, e dois altos magistrados da promotoria da Corte de Cassação, Gilbert Azibert e Patrick Sassoust.

Os investigadores querem descobrir se Sarkozy tentou obter, com a ajuda de seu advogado, informações de um magistrado com a promessa de um cargo de prestígio em troca.

Além disso, como parte de uma investigação iniciada em 26 de fevereiro, os investigadores querem apurar se Sarkozy foi informado ilicitamente de que a justiça havia autorizado a escuta de suas conversas telefônicas.

A decisão sobre a escuta nos telefones de Sarkozy foi tomada em setembro do ano passado pelo juiz que investiga as acusações de que o então dirigente líbio Muamar Kadhafi financiou a campanha eleitoral do conservador em 2007.

Sarkozy, de 59 anos, foi derrotado nas eleições de 2012 pelo socialista François Hollande.

A atual investigação pode complicar seriamente qualquer tentativa de retorno ao cenário político, nas eleições de 2017.

Últimas de _legado_Notícia