Por marta.valim

A chefe do governo alemão, Angela Merkel, se referiu nesta quinta-feira à possibilidade de que a UE discuta a aplicação de novas sanções contra a Rússia, num momento em que se multiplicam as acusações de uma incursão militar russa na Ucrânia, e antes do Conselho Europeu de sábado.

"Deixamos claro, desde o mês de março, que em caso de escalada (do conflito ucraniano) naturalmente poderiam ser consideradas novas sanções", declarou Merkel aos jornalistas.

A crise ucraniana figurará no sábado na agenda do Conselho, lembrou ao sair de uma conferência consagrada aos Bálcãs em Berlim, "e só precisaremos nos perguntar 'como vamos reagir?'".

"Queremos uma solução diplomática, (...) mas também devemos constatar que a situação se degradou ainda mais nos últimos dias", acrescentou Merkel, que se referiu a "informações acerca da presença cada vez maior de soldados russos, assim como de novos combates, e um avanço dos separatistas russos em regiões que estavam em calma há pouco tempo".

Você pode gostar