Catalunha cria comissão de controle da consulta pela independência

Partidos contrários alegaram que a decisão parlamentar representava um desacato da sentença do Tribunal Constitucional espanhol

Por O Dia

O governo da Catalunha publicou oficialmente nesta sexta-feira o decreto de criação da comissão de controle da consulta independentista impugnada pelo governo espanhol, em um desafio à suspensão cautelar da votação determinada pelo Tribunal Constitucional.

O presidente catalão, o nacionalista Artur Mas, assinou na quinta-feira o decreto, mas ainda havia alguma incerteza sobre a data de entrada em vigor, pois cada ação preparatória para a consulta poderia fazer a Generalitat (governo catalão) entrar na ilegalidade.

Os parlamentares desta região do nordeste da Espanha aprovaram na quarta-feira a criação da comissão por 86 votos a favor e 48 abstenções dos partidos contrários à consulta.

Os partidos contrários alegaram que a decisão parlamentar representava um desacato da sentença do Tribunal Constitucional espanhol de suspender a lei e o decreto de convocação da consulta, enquanto a justiça examina a questão.

Região de 7,5 milhões de habitantes e com 20% da renda espanhola, a Catalunha está em conflito com Madri há vários anos. O governo espanhol afirma que os catalães não têm o direito de decidir unilateralmente seu futuro e rejeita a consulta sobre a independência convocada para 9 de novembro.

Últimas de _legado_Notícia