Por diana.dantas
Publicado 27/01/2015 23:10 | Atualizado 27/01/2015 23:20

Nova York - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em queda superior a 1 por cento nesta terça-feira, após resultados decepcionantes de importantes empresas apontarem para o enfraquecimento das condições, enquanto a queda inesperada nas encomendas de bens duráveis nos EUA também pesou.

O índice Dow Jones caiu 1,65%, a 17.387 pontos, enquanto o S&P 500 teve perda de 1,34%, a 2.029 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 1,89%, a 4.681 pontos.

Perdas do dia foram amplas, com nove dos 10 principais setores do S&P 500 em queda e com o índice de tecnologia tendo a maior influência negativa de longe. O grupo perdeu 3,3% em sua maior queda em um dia desde novembro de 2011, na sequência dos resultados da Microsoft. Ações industriais também tiveram um desempenho ruim, lideradas por um declínio nos papéis da Caterpillar.

As duas empresas foram as maiores queda no índice Dow Jones, mas outros componentes, como Procter & Gable e DuPont Co também caíram no dia. Somente os papéis da Johnson & Johnson, do índice com 30 ações, fecharam em território positivo.

As ações da Microsoft caíram 9,3%, para US$ 42,66, um dia após o principal motor potencial de lucro --as vendas do Windows e do Office para grandes empresas-- mostrar sinais de declínio.

A fabricantes de máquinas pesadas Caterpillar divulgou uma perspectiva abaixo das expectativas, advertindo que a recente queda nos preços do petróleo prejudicaria seus negócios de equipamentos de energia. As ações caíram 7,2%, para US$ 79,85.

"As pessoas podem não estar cientes da sensibilidade que o pessoal de indústria pesada tem em relação ao ciclo do petróleo, ou do efeito cascata de fraqueza do petróleo. Há um monte de empresas que vão ser afetadas negativamente", disse o diretor de investimentos da Forward, Jim O'Donnell.

Com 24% das empresas listadas no S&P 500 já tendo divulgado seus resultados, 70,6% superaram as expectativas de lucros, enquanto 55,5% ultrapassaram as estimativas de receita, de acordo com dados da Thomson Reuters. Isso se compara com a média de longo prazo de 63% para o lucro e 61% para a receita.

Somando-se à fraqueza do dia, um indicador dos planos de investimento das empresas norte-americanas caiu inesperadamente em dezembro, outro sinal de que a desaceleração do crescimento global e a queda dos preços do petróleo estão tendo impacto na economia.

Você pode gostar