Papa Francisco confirma viagem à Colômbia para acordo com as Farc

A confirmação da viagem foi feita a jornalistas durante o voo que o levou a Cuba

Por O Dia

Papa na Praça São PedroEfe

Cidade do Vaticano - O papa Francisco confirmou nesta sexta-feira, que viajará à Colômbia em 2017 para a assinatura do acordo de paz entre o governo de Bogotá e os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informou a Rádio Vaticana. Um acordo entre Bogotá e o grupo deveria ser assinado no final de março deste ano, mas diversas fontes afirmaram que a data deve ser adiada. Se o prazo for seguido à risca, quando visitar a Colômbia o Papa encontrará o acordo na fase de implementação.

A confirmação da viagem foi feita a jornalistas durante o voo que o levou a Cuba, onde realizará hoje um encontro histórico com o patriarca de Moscou, Cirilo I. Coincidentemente, Cuba abriga as negociações de paz das Farc com o governo de Juan Manuel Santos, iniciadas em 2012. A ida de Francisco à Colômbia tem um grande valor simbólico, já que o líder católico teve um "papel significativo" no acordo de paz, após anos de negociações.

No ano passado, Santos viajou ao Vaticano e confirmou que conversara com o Papa sobre os diálogos. O presidente também expressou seu desejo de Francisco entrar nas conversas para dar um "respaldo" ao acordo entre as partes. Segundo o presidente da Conferência Episcopal da Colômbia, monsenhor Augusto Castro, a viagem papal poderá incluir Brasil, Chile e Argentina em 2017. O primeiro país foi visitado em 2013 por Francisco, logo após sua eleição. Mas Papa ainda não voltou à sua terra natal, Buenos Aires, desde que assumiu o cargo, em março de 2013

Últimas de _legado_Mundo e Ciência