Companhia aérea indiana faz voo mais longo operado somente por mulheres

Aeronave aterrissou em San Francisco, nos EUA, após decolar de Nova Déli e permanecer 14 horas no ar

Por O Dia

Nova Déli - A companhia aérea estatal Air India realizou o voo mais longo da história operado exclusivamente por mulheres na última segunda-feira. A aeronave aterrissou em San Francisco, nos Estados Unidos, após decolar de Nova Déli e permanecer 14 horas no ar.

"A empresa estabeleceu um novo recorde mundial ao realizar o voo mais longo operado por uma tripulação de apenas mulheres, incluindo as pilotos. Todas as atividades em terra também foram efetuadas por mulheres", afirmou a companhia em sua página no Facebook.

Quatro pilotos e várias tripulantes de cabine estavam a bordo da empreitadaDivulgação

Conhecida pelas demissões em massa de aeromoças com sobrepeso, a Air India explicou que a iniciativa faz parte de suas atividades pelo Dia Internacional da Mulher. Segundo informou a empresa em sua conta no Twitter, "mais voos como este decolarão" nesta terça-feira para comemorar a data.

A companhia anunciou em outubro do ano passado que não permitiria o voo de cem funcionários de cabine com sobrepeso e os recolocaria em funções de terra. A mesma empresa decidiu em 2006 que as aeromoças com sobrepeso ficariam em terra e demitiu dez funcionárias. 

O caso chegou ao Tribunal Superior de Nova Déli, que decidiu que não existiu "arbitrariedade" na demissão delas. No entanto, duas das demitidas recorreram na Suprema Corte do país e ganharam em 2009.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência