Perfis de doenças sexualmente transmissíveis são criados no Tinder

Campanha sobre sexo seguro exibe imagens de pessoas saudáveis, mas diz as verdades que ninguém fala no perfil

Por O Dia

Austrália - O Tinder está sendo veículo para uma campanha australiana sobre sexo seguro. Foram criados 10 perfis falsos no aplicativo com nomes que fazem referência a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), tais como Gonnorheeta, Sydphillis, Aydes, Herpez e Chlaramydia.

Herpeia, 24 — Perfis de DSTs foram feitos no Tinder para conscientizar sobre sexo seguro Reprodução Internet

Os perfis são apresentados como outros quaisquer, mas alguns sinstomas das DSTs são acrescentados. "Queimação. Coceira. Harry Potter nerd. Falar sobre mim pode ser um pouco estranho...", lista o perfil Herpeia.

Já o perfil Gonnorheeta anuncia: "Amo aventura — longos passeios pela uretra e luais na próstata".

A ação foi feita pela fabricante de preservativos Hero Condoms em parceria com o artista Aaron Tyler. De acordo com a empresa, o número de casos DSTs entre os jovens australianos está aumentando e a campanha é um alerta.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência