ONU: Número de crianças usadas em atentados do Boko Haram aumentam

Terroristas do grupo usam, principalmente, meninas em explosões suicidas na Nigéria, Camarões, Chade e Níger

Por O Dia

Niamey - A Unicef afirmou que o número de "crianças-bomba" usadas em ataques suicidas do grupo extremista islâmico Boko Haram cresceu dez vezes em um ano, gerando consequências como a visão em algumas comunidades de que crianças são uma ameaça. Segundo a agência da ONU para crianças, 75% das que são usadas em ataques a bomba são meninas.

Soldados camaroneses que combatem o Boko Haram passam por criançaJoe Penney/Reuters

O número de crianças em ataques suicidas na Nigéria, em Camarões, no Chade e no Níger aumentou de 4 em 2014 para 44 em 2015. A frequência de ataques suicidas totais do grupo subiu de 32 em 2014 para 151 em 2015. No ano passado, 89 desses ataques foram realizados na Nigéria, 39 em Camarões, 16 no Chade e 7 no Níger.

O Boko Haram envia suicidas para mesquitas, mercados e outros alvos e acredita-se que o grupo está transformando prisioneiros em armas. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência