Após tremor, Japão pede que 250 mil deixem suas casas

Terremoto deixou pelo menos 32 mortos

Por O Dia

Tóquio - Após terremoto ter abalado a província de Kumamoto, na ilha de Kyushu, as autoridades japonesas ordenaram que 250 mil pessoas deixassem as suas casas, por conta da possibilidade de deslizamento de terra. A busca por sobreviventes continua, apesar da piora das condições meteorológicas.

Um tremor de magnitude 7,3 na escala Richter atingiu o Sul do Japão às 1h25 de sábado (13h25 de sexta-feira, pelo horário de Brasília). Pelo menos 32 pessoas morreram e mil ficaram feridas, 190 em estado grave. Casas, pontes e estradas foram danificadas. Cerca de 420 mil pessoas ficaram sem casa e 100 mil, sem eletricidade.

Foi o segundo terremoto a atingir a província de Kumamoto na semana. O primeiro, na noite de quinta-feira, matou nove pessoas. 

LEIA MAIS

 Autoridades japonesas descartam tsunami após terremoto no sul do país

Bebê é resgatado após dormir sob escombros de terremoto no Japão

Últimas de _legado_Mundo e Ciência