Morre cadela mais velha do mundo aos 30 anos, na Austrália

Maggie viveu equivalente a 200 anos na idade humana. Ela guardava gado e era muito saudável, de acordo com o dono

Por O Dia

Austrália - A cadela mais velha do mundo morreu nesta quinta-feira em Victoria, na Austrália. Maggie, da raça Kelpie viveu 30 anos, o equivalente a 200 na idade humana. "Na semana passada, corria do estábulo para os escritórios e brigava com os gatos", contou o fazendeiro e dono Brian McLarenao The Weekly Times.

Cadela Maggie ficou famosa após completar 30 anos em 2015 Reprodução Facebook

Segundo o dono, Maggie não sofreu, mas sua saúde começou a piorar no último domingo. A cadela guardava gado na propriedade. Ela ganhou fama em 2015 ao completar 30 anos.

McLaren disse ter perdido os papéis da data de nascimento de Maggie, mas garante sua idade. Por enquanto, o livro Guiness ainda aponta Bluey, cão australiano que viveu 29 anos, como o mais velho já registrado. O cachorro morreu em novembro de 1939.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência