Por felipe.martins
Combates na Síria já mataram mais de 250 mil pessoas desde 2011Efe

Rio - Militantes do grupo Estado Islâmico capturaram cinco aldeias de rebeldes sírios na Síria perto da fronteira turca nesta quarta-feira. Há informações de que pelo menos 14 pessoas morreram em um ataque do regime sírio contra um hospital e um prédio em Aleppo. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos com base na Grã-Bretanha, rede de ativistas que monitora o conflito na Síria, disse que o grupo extremista capturou cinco aldeias de Azaz, norte de Aleppo. A agência de notícias do Estado Islâmico também relatou a captura.

Os rebeldes sírios estão antecipando uma grande ofensiva do governo contra a sua posição em Aleppo, a maior cidade da Síria e um centro comercial. Aleppo agora está dividida entre o governo e o controle rebelde. Dezenas de civis foram mortos em bombardeios e ataques aéreos na cidade semana passada. A ofensiva do governo apoiado pelo poder aéreo russo e milícias regionais no início do ano desalojou os rebeldes em Azaz e cortou a ligação entre a fronteira turca e Aleppo.

O conflito na Síria começou com protestos em 2011, mas repressão brutal do governo e a ascensão de uma insurgência armada finalmente mergulharam o país em uma guerra civil. Os combates já mataram mais de 250 mil pessoas, de acordo com a ONU.

Você pode gostar