Por felipe.martins

Vaticano - O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, informou nesta segunda-feira que o Papa Francisco acompanha com atenção a situação na Venezuela e escreveu ao chefe de Estado, Nicolas Maduro. Ele não divulgou o conteúdo da carta.

A Venezuela é, há algum tempo, uma das preocupações do Vaticano e do Papa, que já se referiu ao país em várias ocasiões. Lombardi lembrou que em uma de suas últimas intervenções, no domingo de Páscoa, antes da bênção Urbi et Orbi, Francisco apelou ao diálogo na Venezuela diante “das difíceis condições em que vive a população.”

O Papa Francisco pediu a quem tem nas mãos o destino do país para “trabalhar em favor do bem comum, procurando espaços de diálogo e de colaboração entre todos.”O Papa defendeu a “cultura do encontro, a justiça e o respeito recíproco para garantir o bem-estar espiritual e material” dos venezuelanos. O Vaticano, que desempenhou papel fundamental no restabelecimento das relações entre os governos dos Estados Unidos e de Cuba, também quer contribuir para a paz na Venezuela, como afirmou em abril o núncio no país, monsenhor Aldo Giordano.

“Estou aqui para comunicar ao país o afeto, a proximidade do Papa Francisco. O Papa é um protagonista da paz no mundo e estamos aqui para colaborar para a paz no nosso país”, disse Giordano, em comunicado.

Você pode gostar