Sobe para 33 número de mortos por desabamento de edifício em Nairóbi

Equipes resgataram bebê de seis meses que passou 80 horas sob escombros e chamado de 'milagre' nesta terça-feira

Por O Dia

Quênia - O número de mortos no desabamento de um edifício de seis andares em um bairro da periferia de Nairóbi subiu para 33, e os trabalhos de resgate ainda buscam as dezenas de pessoas que continuam desaparecidas seis dias depois do acidente, informou a Cruz Vermelha do Quênia nesta quinta-feira.

"As tarefas de busca e resgate estão ainda em curso, mas a um ritmo mais lento, já que não temos máquinas suficientes para acelerar a operação", declarou o porta-voz da Cruz Vermelha queniana, Anthony Mwangi, à emissora local "Capital FM".

O edifício foi abaixo na noite da sexta-feira em Huruma, no nordeste da capital, onde ontem foram recuperados outros cinco corpos entre os escombros.

Equipes ainda buscam dezenas de desaparecidos seis dias depois de prédio desabar em NairóbiEFE

Além da falta de material para realizar a busca, o resgate está dificultado pela falta de acessibilidade, já que a região é muito estreita, acrescentou Mwangi.

Nesta terça-feira as equipes de emergência resgataram uma bebê de seis meses que passou 80 horas sob os escombros e foi qualificado de "milagre".

Embora ela tenha podido se reencontrar com seu pai, horas depois o corpo de sua mãe foi localizado entre os escombros, a poucos metros de onde a bebê foi encontrada, segundo a imprensa local.

O proprietário do edifício foi detido depois de fontes do governo local garantirem que a prefeitura não tinha autorizado a construção.

As autoridades recomendaram a evacuação dos imóveis próximos ao que desabou, mas muitos moradores ficaram em suas casas porque disseram não ter para onde ir.

Em plena temporada de chuvas, os moradores dos bairros mais pobres de Nairóbi, onde as estruturas são muito vulneráveis porque são erguidas com materiais muito precários, como o barro, temem novos acidentes.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência