Incêndio florestal no Canadá continua descontrolado, diz governo

Direção do vento e o progresso do incêndio para o Oriente fazem supor que não haverá perigo para outras áreas residenciais

Por O Dia

Canadá - Os incêndios na região de Fort McMurray estão descontrolados e a situação continua "imprevisível e perigosa" devido às altas temperaturas para a época e por causa dos ventos, disse neste sábado o governo do Canadá.

Incêndio florestal está descontrolado%2C segundo o governo do CanadáEfe

"Este continua a ser um incêndio enorme e perigoso e está fora de controle", disse o ministro da Segurança Pública canadense, Ralph Goodale, acrescentando que desde domingo já foram devastados 1560 metros quadrados, mais de 50% dos quais em menos de 24 horas.

A direção do vento e o progresso do incêndio para o Oriente fazem supor que não haverá perigo para outras áreas residenciais, disse o ministro.

No local, estão 1,2 mil bombeiros, apoiados por 145 helicópteros e 27 aviões de combate a incêndios.

Este é já considerado o maior desastre natural da história canadense. A reconstrução da cidade de Fort McMurray tem um custo previsto de R$ 24 bilhões.

O incêndio levou até agora mais de 80 mil moradores a deixarem Fort McMurray, cidade próxima de áreas de produção de petróleo em areias betuminosas. O fogo pode significar um corte de até 25% na produção petrolífera canadense. A área atingida duplicou de tamanho nas últimas 24 horas, informaram autoridades locais. 

O fogo queimou 1.600 casas e outras construções. A situação pode levar à redução de até um quarto da produção de petróleo do país e deve causar impacto econômico, em um país já afetado pela redução nos preços da commodity nos últimos anos. A região tem a terceira maior reserva de petróleo entre as reconhecidas no mundo, atrás apenas da Arábia Saudita e da Venezuela. O fogo começou no último domingo, em uma área remota de floresta. As causas ainda são investigadas.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência