Por cadu.bruno

Estados Unidos - Protestos voltam a ofuscar o bom desempenho do republicano Donald Trump na corrida à Casa Branca. Apesar da vitória expressiva no Estado de Washington, terça-feira, o excêntrico magnata ocupou as manchetes mais por causa dos tumultos que marcaram o seu comício em Albuquerque, no Novo México, onde manifestantes entraram em confronto com a polícia que fazia a segurança do evento.

Em Albuquerque%2C no Novo México%2C eleitores protestaram contra a plataforma de governo do milionárioEfe

Postagens nas redes sociais mostraram cavalos da polícia sendo usados para conter a multidão na noite de terça, e alguns relatos falam em oficiais utilizando spray de pimenta contra manifestantes. Contudo, a própria polícia informou sobre o incidente através do Twitter e negou que os agentes tivessem usado gás para dispersar a manifestação e que foram ouvidos disparos nos arredores.

A televisão mostrou imagens de centenas de manifestantes que conseguiram romper o bloqueio de cercas metálicas e atearam fogo a alguns objetos na rua, além de jogar garrafas e pedras nos policiais. Uma porta de vidro do centro de convenções acabou quebrando.

Como de costume, o discurso do bilionário foi interrompido por protestos vindos da plateia. O republicano pediu à segurança que mantivesse a calma enquanto retirava o manifestante. “Não o machuquem, rapazes!”, gritou Trump, antes de se explicar. “Em todo o país não há lugar mais seguro que um comício de Trump.”
Washington.

Você pode gostar