Donald Trump chama negro de 'meu afro-americano' em comício

O milionário já defendeu a construção de um muro na fronteira entre México e os EUA para impedir a entrada de imigrantes

Por O Dia

Washington - Donald Trump, que já foi alvo de numerosas acusações de racismo e xenofobia, voltou a chocar os Estados Unidos nesta sexta-feira ao chamar um partidário negro de "meu afro-americano", durante um comício. "Oh, olhem meu afro-americano aqui. Olhem ele", disse o pré-candidato republicano à Casa Branca durante um comício na Califórnia.

Não ocorreu qualquer reação das pessoas presentes, mas a porta-voz da campanha do magnata, Hope Hicks, esclareceu que Trump "se referia apenas a um partidário que se encontrava na multidão". "Não houve qualquer má intenção, obviamente".

Trump pretendia "agradecer o apoio desta pessoa", disse Hicks à rede de televisão CNN, qualificando de "ridícula" a crítica de que o magnata fez um comentário racista contra um partidário. O novo incidente ocorre após o impacto de declarações de Trump para desacreditar um juiz, Gonzalo Curiel, por sua origem "mexicana".

Trump já defendeu a construção de um muro na fronteira entre México e Estados Unidos para impedir a entrada de "estupradores" e outros delinquentes que o país estaria "enviando" aos Estados Unidos. O virtual candidato republicano também defendeu deter "total e completamente" a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência