Omar Mateen era 'instável e perturbado', diz ex mulher de atirador

Sitora Yusifiy, foi casada com suspeito, afirmou que era agredida com frequência por ex-marido; pelo menos 50 pessoas morreram em tiroteio durante festa em boate nos EUA

Por O Dia

Flórida - Omar Mateen era “instável e perturbado”. As afirmações foram feitas por Sitora Yusifiy, que foi casada com o suspeito por alguns anos. De acordo com ela, o homem era “bipolar e ficava zangado por qualquer coisa”.  Omar Mateen é acusado pelo ataque à boate Pulse, em Orlando, na Flórida, na madrugada do último domingo,

Em entrevista, ela também contou que era agredida com frequência pelo homem. "Foi quando comecei a me preocupar com a minha segurança. Ele não me permitia falar com a minha família, me isolou deles", afirmou. "Mas minha família ficou preocupada e alertou com o que estava acontecendo comigo, e decidiu me tirar dessa situação".

Sitora Yusifiy%2C ex-mulher de Omar Mateen%2C suspeito pelo ataque à boate Pulse na madrugada do último domingoReprodução / BBC

De acordo com Sitora, Mateen seu ex-marido era “mentalmente instável e mentalmente doente”. "Essa era a única explicação que eu tenho para o que aconteceu: ele era obviamente perturbado", afirmou a mulher sobre a barbárie.

Comportamento homofóbico 

Apesar de as autoridades não confirmarem, inicialmente, a rede de TV "NBC" conseguiu conversar com o pai do atirador, que o fez e está em choque. Segundo Seddique, o filho já tinha apresentado comportamento homofóbico. "Uma vez saímos em família e ele viu dois rapazes se beijando e ficou revoltado", contou o pai muito envergonhado, pedindo desculpas. "Isso não tem nada a ver com religião", afirmou Seddique. "Estamos em choque, assim como o país inteiro", completou.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência