Por thiago.antunes

Rio - A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirmou ontem que o parlamento escocês poderia bloquear a saída do Reino Unido da União Europeia. Em entrevista à BBC, a premiê sustentou que pediria “certamente” ao parlamento autônomo, onde seu partido tem 63 dos 129 deputados, que não concedesse o “consentimento legislativo” para que o governo de Londres procedesse com a saída do bloco.

Sturgeon admitiu que o governo britânico poderia contestar a necessidade de ter que receber o consentimento de Edimburgo para proceder com o brexit. “Mas se o parlamento escocês decidir com base no que é melhor para a Escócia, então a opção de dizer, ‘olhem, não vamos votar por algo que vai contra os interesses da Escócia’, deve certamente estar sobre a mesa”, acrescentou.

Nicola Sturgeon se reuniu com ministros no fim de semanaEfe

Sturgeon manifestou sua decepção com o resultado do referendo, vencido pelos partidários a deixar a União Europeia com 52% contra 48% dos votos. Esse resultado, no entanto, contrasta com a votação na Escócia, onde 62% apoiaram a permanência, contra 38% que decidiram pelo brexit.

Com Efe

Você pode gostar