Michelle Obama encoraja as jovens da Libéria a brigarem para estudar

Apesar da chuva, centenas de crianças acenavam e gritavam para primeira-dama dos Estados Unidos ao longo da estrada

Por O Dia

Estados Unidos - A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, convidou nesta segunda-feira as jovens liberianas a lutarem "para permanecer na escola", em discurso durante uma visita ao país. Em um encontro com meninas nesta terça-feira, a primeira-dama afirmou que "as pessoas devem valorizá-las pelo que são, por suas histórias e desafios."

Michelle desembarcou por volta das 13h locais (10h, horário de Brasília) em Monróvia, capital, acompanhada de suas duas filhas, Malia e Sasha, e de sua mãe, Marian Robinson. A parada anterior havia sido na ilha do Sal, em Cabo Verde.

Michelle Obama em encontro com meninas na Libéria nesta terça-feira Reprodução Instragram

Na chegada, reuniu-se com a presidente liberiana, Ellen Johnson Sirleaf, no salão de honra do aeroporto internacional Roberts. De lá, o grupo seguiu para Kakata, perto de Monróvia, onde visitou um centro do Peace Corps, agência americana com voluntários espalhados pelo mundo.

Apesar da chuva, centenas de crianças acenavam e gritavam para Michelle ao longo da estrada.

Michelle Obama viajou para Libéria e encorajou jovens a brigarem por seus direitosReprodução Instragram

Em Kakata, Michelle Obama se encontrou com adolescentes de comunidades pobres apoiadas pela Peace Corps e falou, principalmente, sobre a importância do envolvimento das mulheres na gestão do país, assim como do acesso à educação.

"Gostaria que vocês continuassem a lutar para continuar na escola", convocou.

"Vão para a escola, para a universidade, se puderem e, quando se tornaram as mulheres que quiserem se tornar, voltem aqui e apoiem outras meninas que precisam de ajuda", afirmou.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência