Papa condena 'feroz' atentado de Istambul e reza pelas vítimas

Pontífice pediu aos fiéis para rezarem 'pelas vítimas, parentes e pelo querido povo turco'. Ataque matou 41 pessoas e feriu 239

Por O Dia

Cidade do Vaticano - O papa Francisco condenou nesta quarta-feira o "feroz" ataque terrorista no aeroporto de Istambul, no qual morreram 41 pessoas, e rezou em silêncio durante alguns instantes desde a janela do apartamento do Palácio Apostólico.

"Na terça-feira, em Istambul, aconteceu um feroz ataque terrorista que assassinou e feriu muitas pessoas", disse o pontífice após à reza do Ângelus.

O pontífice pediu aos fiéis para rezarem "pelas vítimas, por seus parentes e pelo querido povo turco".

Papa disse que está rezando pela TurquiaBenhur Arcayan/Malacañang Photo Bureau/Fotos Públicas

"Que o Senhor transforme o coração dos violentos e apoie nossos passos pela via da paz", apontou.

Depois, Francisco convidou os fiéis a "rezarem todos em silêncio" e o pontífice fez uma oração durante alguns instantes e depois pronunciou um "Ave Maria".

Três terroristas perpetraram na noite de terça-feira um triplo atentado no aeroporto Atatürk de Istambul, que deixou pelo menos 41 mortos, além dos três terroristas, e 239 feridos, segundo o balanço provisório.

Embora nenhum grupo terrorista tenha reivindicado a autoria, as autoridades turcas apontam para o Estado Islâmico como responsável pelo massacre.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência