Turquia prende suspeitos de atentado no aeroporto de Istambul

Três homens-bomba se explodiram no terminal de voos internacionais, matando 43. Eles seriam vinculados ao EI

Por O Dia

Turquia - A polícia da Turquia prendeu nesta quinta-feira 13 pessoas, entre elas três estrangeiros, suspeitos de terem participado do atentado do aeroporto internacional de Istambul nesta terça-feira. Autoridades da Turquia informaram ainda que mais duas pessoas morreram nesta quinta, aumentando para 43 o número de vítimas fatais do ataque.

Atentado em Istambul deixou 42 mortos Reprodução

Segundo as informações da agência de notícias Dogan, os kamikazes eram do Uzbequistão, Quirguistão e da república russa do Daguestão. As identidades foram reveladas após uma ação policial no apartamento alugado pelos homens e usado como base operacional do ataque.

Os agentes fizeram uma varredura e estiveram em 16 residências de forma simultânea, segundo informações da agência "Anadolu".  A área onde ficava o imóvel, uma das mais conservadoras e com uma alta taxa de refugiados sírios, teria sido escolhida graças ao apoio logístico e porque eles poderiam trabalhar sem se destacar entre os outros.

Consternados%2C familiares enterram seus mortos na Turquia após atentadoEFE

Consternados, familiares começaram a reconhecer os corpos nesta quarta-feira. Segundo o Itamaraty, não há brasileiros entre as vítimas. Entre os mortos, 25 são turcos e 13 estrangeiros. 

Entre os estrangeiros, cinco são sauditas, dois iraquianos, um chinês, um iraniano, um jordaniano, um tunisiano, um uzbeque e um ucraniano; 13 deles tinham dupla nacionalidade.

O ataque aconteceu nesta terça-feira quando três terroristas, que seriam vinculados ao grupo jihadista Estado Islâmico, armados com fuzis e com explosivos se explodiram na última terça-feira na entrada do terminal de voos internacionais do aeroporto, após realizarem disparos de forma indiscriminada com fuzis.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência