Mais 11 pessoas relacionadas ao atentado em Istambul são presas

Todos os detidos são estrangeiros, de acordo com a mídia local. Número de mortos subiu para 44 nesta sexta-feira

Por O Dia

Turquia - Unidades da Polícia Antiterrorista da Turquia prenderam na noite de quinta-feira mais 11 pessoas, todos supostos membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que estariam relacionados com o atentado do aeroporto internacional de Istambul, segundo informou nesta sexta-feira a imprensa local. Número de mortos subiu para 44 nesta sexta-feira. 

O jornal "Haberturk" afirma que os detidos são todos estrangeiros, entre eles um cidadão russo, quem tratou de fugir do edifício no qual se escondia no bairro de Basaksehir. No total, o número de presos que teriam ligação com o atentado, um dos maiores da Europa, está em 24, entre eles 15 estrangeiros.

Funeral de uma das vítimas do atentado no aeroporto de Ataturk%2C em Istambul%2C na Turquia EFE

No ataque da última terça-feira, perpetrado por três homens-bomba procedentes de antigas repúblicas soviéticas, morreram 44 pessoas e quase 240 ficaram feridas. Uma das vítimas morreu hoje em um hospital por causa dos ferimentos sofridos no ataque.

O ministro do Interior turco, Efkan Ala, reiterou ontem em um discurso no Parlamento que o principal suspeito do atentado continua sendo o EI. A polícia turca encontrou a casa em Istambul onde os terroristas se esconderam antes do atentado.

Graças às evidências e provas localizadas no local, os agentes realizaram as recentes prisões dos suspeitos. A imprensa turca cita hoje "fontes de segurança" não identificadas dizendo que o líder do comando terrorista era um checheno (de nacionalidade russa), considerado como o líder da rede jihadista em Istambul.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência