Obama condena atentado em Nice e promete destruir Estado Islâmico

O presidente americanosolicitou que a bandeira fosse hasteada a meio mastro em todos os edifícios públicos

Por O Dia

Washington - O presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, criticou nesta sexta-feira, em pronunciamento feito da Casa Branca, o ataque "trágico e desprezível" feito na ontem, em Nice, no sudeste da França. Ele definiu como o ato uma afronta "à liberdade e à paz". Prometendo novamente "destruir" o grupo Estado Islâmico, o líder americano deixou claro sua sua vontade de ter êxito, permanecendo "fiel aos valores do pluralismo, da diversidade e da liberdade, que as pessoas celebravam em Nice em 14 de julho".

Obama telefonou para o presidente francês, François Hollande, nesta sexta-feira, e solicitou que a bandeira americana fosse hasteada a meio mastro em todos os edifícios públicos, em demonstração de solidariedade. No fim da noite de quinta-feira, enquanto a população comemorava o dia da Queda da Bastilha, em Nice, um homem com um caminhão atropelou, matando cerca de 84 pessoas e ferindo mais de uma centena.

O presidente americano já havia dito na quinta-feira que pediria às suas equipes que mantivessem contato com as autoridades francesas a fim de garantir total apoio e solidariedade as vítimas, "toda a ajuda que pudessem necessitar para fazer a investigação sobre este ataque e levar os responsáveis perante a justiça".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência