Mulher de Trump é acusada de plagiar Michelle Obama

Discurso da ex-modelo eslovena Melania foi muito similar ao dado pela primeira-dama e provocou polêmica e controvérsia

Por O Dia

Estados Unidos - A esposa do pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump, Melania, causou controvérsia após realizar um discurso na abertura da Convenção do Partido Republicano com trechos muito similares ao texto pronunciado pela esposa do atual líder Barack Obama, Michelle, em circunstâncias parecidas em 2008, quando deu a largada para a campanha eleitoral do marido.

Discurso de Melania Trump na Convenção Republicana deste ano é acusado de ser plágio do de Michellle Obama em 2008EFE

Duas passagens em particular foram acusadas de plágio, quando a ex-modelo eslovena falou da importância dos valores da família e o papel dos pais na educação de seus filhos. Em um dos momentos mais esperados do primeiro dia da convenção republicana, Melania disse que "desde pequena, meus pais me incutiram valores de que você trabalha duro pelo que quer na vida, que sua palavra é seu compromisso. Você faz o que diz e cumpre sua promessa, que você trata as pessoas com respeito".

Em 2008, Michelle havia dito algo muito parecido: "Você trabalha duro pelo que quer na vida, sua palavra é seu compromisso e você faz o que diz que irá fazer. Você trata as pessoas com dignidade e respeito, mesmo se não as conhece e mesmo que discorde delas".

Em comunicado, a equipe de campanha de Trump negou ter copiado o discurso de Michelle na Convenção Republicana. "O time de redatores de Melania fez anotações sobre as inspirações de sua vida e, em algumas ocasiões, incluiu fragmentos que refletem seu próprio pensamento", apontou nota divulgada.

A convenção partidária é um dos momentos mais importantes da corrida eleitoral norte-americana e serve para oficializar os candidatos que venceram as primárias disputadas no primeiro semestre. A tradição começou em 1831 e está presente até em nível estadual e entre as legendas menores.

A convenção também é a ocasião para definir a plataforma do partido para as eleições, dando as indicações de como será um eventual governo conservador. O encontro terminará apenas na próxima quinta-feira e até lá tanto Trump quanto seu vice, o governador de Indiana, Mark Pence, devem discursar. Por sua vez, a convenção democrata, que confirmará a candidatura de Hillary Clinton à Casa Branca, começará na próxima segunda-feira.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência