Tóquio elege primeira mulher como governadora

Principal desafio de Yuriko Koike será liderar os preparativos para os Jogos Olímpicos de 2020

Por O Dia

Japão - A ex-ministra de Defesa japonesa Yuriko Koike foi eleita neste final de semana como nova governadora de Tóquio. Aos 64 anos, ela será a primeira mulher a ocupar o cargo. Um de seus maiores desafios será liderar os preparativos para os Jogos Olímpicos de 2020. Ainda que seja membro do governista Partido Liberal Democrático, Koike não era a candidata oficial.

O governo de Tóquio apoiava o ex-ministro do Interior Hiroya Masuda na corrida eleitoral. No programa da candidata, que concorreu de forma independente, ela defende uma maior transparência da gestão do dinheiro público, uma revisão do orçamento dos Jogos Olímpicos e a redução de seu próprio salário. "Dirigirei a política de Tóquio de uma maneira sem precedentes, será a Tóquio nunca vista antes", disse.

Um de seus maiores desafios será liderar os preparativos para os Jogos Olímpicos de 2020Reprodução/Internet

"Quero uma Tóquio onde cada um possa brilhar, das crianças aos idosos e as pessoas com deficiência, com o objetivo de que a vida de todos seja melhor", concluiu. Além de ter sido a primeira mulher a assumir a pasta da Defesa no Japão, Koike também já havia atuado como ministra do Ambiente. Seu antecessor, Yoichi Masuzoe, renunciou no mês passado devido a seu envolvimento em um escândalo de uso impróprio de dinheiro público.

A capital japonesa gera cerca de um quinto do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e o governador da cidade administra um orçamento anual superior ao de vários países.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência