Eleição nos Estados Unidos com roteiro de desenho animado

Crítica do criador dos 'Simpsons' ganha as redes em novo dia de bate-boca entre democratas e republicanos

Por O Dia

Estados Unidos - Parece coisa de desenho animado: colega de partido anuncia voto na rival, presidente desafia a oposição, candidato fica fazendo futrica pelo Twitter, e altas cabeças da campanha pedem para sair a três meses da eleição — e nada disso entrou no curto e hilário vídeo dos ‘Simpsons’ contra Donald Trump, veiculado na internet no fim de semana e repercutido nas redes sociais.

No episódio, Marge interrompe o momento de intimidade do casal dizendo que não conseguia fazer amor enquanto não decidisse em quem iriam votar. O narrador começa questionando: “São três da manhã, o telefone toca na Casa Branca, quem você quer que atenda?” O vídeo mostra então Bill Clinton atendendo e passando para a mulher, que diz a ele que as ligações agora são sempre para ela.

Na sequência, Trump, sentado na cama com o celular na mão (como sempre causando polêmica nas redes sociais), com um livro ao seu lado chamado ‘Grandes discursos escrito por A. Hitler’, diz que não pode atender porque está no Twitter. Só depois de ser maquiado de laranja e botar um gato como peruca, ele retorna.

Sátira dos 'Simpsons' mostra Trump tuitando%2C ao lado de coletânea de discursos de HitlerReprodução

Homer, em dúvida, pergunta se votaria em Trump, e Marge diz a ele que se esse fosse o voto dele ela teria que repensar se continuaria com ele. “E é assim que eu me tornei um democrata”, finalizou Homer.
De volta ao mundo real, o tiroteio verbal foi intenso. “Trump não está capacitado para o cargo”, disparou Barack Obama.

E mandou outro petardo para o Partido Republicano: “Se rejeitam repetidamente o que ele diz, por que ainda o apoiam?” O deputado federal republicano Richard Hanna parece ter entendido o recado. “Eu acho ele profundamente ofensivo e narcisista, mas, sobre todas as coisas, é um chulo, jamais será líder”, discursou, anunciando voto na democrata Hillary Clinton.

Trump não deixou as estocadas de Obama impunes. “Ele vai terminar o mandato como o pior presidente da história dos EUA!”, vociferou no Twitter. E tentou levar o debate para outro lado. “Temo que possa haver fraude na eleição, tenho que ser honesto”, alegou. E comparou a rival ao diabo, atirando para Bernie Sanders, pré-candidato que anunciou apoio à ex-secretária. “Sanders teria sido um herói. Mas fez um pacto com o diabo.”

Vazamento causa danos

Três altos cargos do Partido Democrata renunciarão esta semana devido ao vazamento de 20 mil e-mails que evidenciaram parcialidade nas primárias entre Hillary e Sanders. O diretor de Comunicações, Luis Miranda; a diretora-executiva Amy Dacey e seu principal executivo financeiro, Brad Marshall, deixarão os cargos que ocupam.

O anúncio eleva para quatro as renúncias provocadas pela publicação dos e-mails pelo Wikileaks no fim de julho desde que a presidente do partido, Debbie Wasserman Schultz, abandonou o cargo ao término da convenção. O partido Democrata também a formação de equipe ‘de transição’ para preparar a campanha para as eleições, que será dirigida por Tom McMahon.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência