Nigéria diz ter matado comandantes do Boko Haram

Ataque aéreo atingiu reduto do grupo terrorista em floresta. Essa não é a primeira vez que o governo faz este tipo de anúncio

Por O Dia

Nigéria - O líder do grupo jihadista Boko Haram, Abubakar Shekau, foi ferido gravemente nos ombros durante um ataque aéreo do Exército da Nigéria no norte do país e pode estar morto, informou nesta terça-feira um porta-voz militar, o coronel Sani Kukasheka Usman. Não é a primeira vez que o Exército nigeriano assegura ter matado Shekau, que habitualmente costuma aparecer em vídeo poucos dias depois para desmentir essas informações.

Esta nova operação aconteceu na última sexta-feira, quando os terroristas se encontravam na cidade de Taye, dentro da floresta de Sambisa, reduto do Boko Haram no norte do país.

Abubakar Shekau foi ferido letalmente nos ombros, de acordo com governo nigeriano Reuters

"Em um ataque aéreo espetacular e sem precedentes, confirmamos que, como resultado da união de esforços das Forças Aéreas Nigerianas, alguns líderes dos terroristas do Boko Haram foram mortos e outros, feridos gravemente", explicou o coronel em comunicado.

Entre os jihadistas mortos estão comandantes do Boko Haram como Abubakar Mubi, Malam Nuhu e Malam Hamman, enquanto acredita que seu líder, Abubakar Shekau, tenha sido gravemente ferido em seus ombros, afirmou Usman.

Este novo anúncio das Forças Armadas nigerianas acontece dias depois que Boko Haram divulgasse um vídeo onde apareciam menores supostamente pertencentes ao grupo de estudantes sequestrados em Chibok, em 2014, para demonstrar que a maioria das mais de 200 adolescentes raptadas segue em cativeiro.

As imagens foram interpretadas como uma demonstração de força de Shekau, pouco depois que tenham transcendido as tensões entre Boko Haram e o Estado Islâmico (EI), que os nigerianos aderiram no ano passado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência