Incêndio em armazém deixa pelo menos 17 mortos na Rússia

As vítimas, que ainda não foram identificadas, poder ser imigrantes ilegais vindos da antiga República Soviética

Por O Dia

Moscou - Pelo menos 17 pessoas morreram neste sábado em um incêndio que aconteceu em um armazém de uma loja de impressão no norte de Moscou, na Rússia. De acordo com as primeiras informações das autoridades locais o fogo pode ter sido premeditado.

"Há 20 vítimas no incêndio do armazém. Dezessete deles morreram e o restante foram levados para um hospital", informou um porta-voz dos serviços de emergências de Moscou.

As vítimas podem ser imigrantes ilegais da antiga República Soviéticas que viviam no edifícioReprodução/Vídeo

Autoridades russas investigam se o incêndio foi premeditado. No entanto, especialistas consultados por agências de notícias russas, acreditam que a tragédia possa ter acontecido por conta de um curto-circuito ou algum descuido das vítimas."O promotor da cidade iniciou uma investigação para esclarecer as circunstâncias do incêndio", afirmou a porta-voz do órgão judicial, Elena Rossojina.

As vítimas, segundo os bombeiros, poderiam ser imigrantes ilegais procedentes das antigas repúblicas soviéticas que viviam no edifício.

"Os mortos foram encontrados em um mesmo local, em um dormitório, no quarto andar do edifício. Todos se asfixiaram com a fumaça enquanto dormiam", explicou uma fonte dos bombeiros à agência "RIA Novosti".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência