Sobe para 290 o número de mortos pelo terremoto na Itália

Três corpos foram encontrados, na madrugada deste sábado, em Amatrice. Número poderá subir

Por O Dia

Roma - Aumento o número de mortos por conta do terremoto que atingiu o coração da Itália, na última quarta-feira. De acordo com o último balanço, divulgado neste sábado pela Defesa Civil do país, até agora 290 pessoas morreram.

Os números atualizados foram conhecidos após Sergio Pirozzi, o prefeito de Amatrice, cidade mais afetada pelo terremoto, anunciasse a descoberta de mais três corpos. A cidade é o lugar onde se concentra o maior número de mortos: 230 corpos encontrados até este sábado.

Segundo prefeito%2C não há como restaurar nada na cidade de Amatrice%2C apenas demolição resolverá o casoEfe

Já em Arquata del Tronto permanece o número de 49 mortos e em Accumoli foram 11 pessoas, de acordo com a Defesa Civil italiana.

Os novos dados foram conhecidos após o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia Italiano (INGV) revelar que nesta madrugada aconteceu mais uma réplica do terremoto na província de Ascoli Piceno de magnitude 4 na escala Richter. O tremor aconteceu por volta das 4h50 (hora local).

O velório das vítimas

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, e o primeiro-ministro, Matteo Renzi, participam neste sábado, em Ascoli Piceno, do funeral de algumas das 290 vítimas do terremoto. Ambos, acompanhados por outras autoridades, participam desde às 11h25 locais -- 6h25 em Brasília -- do ato organizado em um ginásio poliesportivo ao lado do Hospital Mazzoni, onde estão os caixões de 35 mortos na tragédia.

O presidente da Itália Sergio Mattarella e o primeiro ministro Matteo Renzi durante funeral das vítimas Efe

O primeiro ato oficial após o luto nacional pela catástrofe de dias atrás, acontece horas depois do novo balanço da tragédia, onde subiu para 290 os mortos por conta do terremoto.

O funeral de é presidido pelo bispo Giovanni D'Ercole e participam dele familiares das vítimas e algumas das milhares de pessoas que participam do resgate e assistência às vítimas.

Os corpos de 35 vítimas estão sendo velados em um ginásio de Ascoli PicenoEfe

D'Ercole falou os nomes dos 35 mortos que estão sendo velados no funeral. Renzi e sua esposa, Agnese Landini, estavam visivelmente emocionados durante a cerimônia religiosa.

O bispo, em sua homilia, afirmou que os campanários das localidades atingidas pelo terremoto "caíram e não tocam mais". Mas garantiu que eles "voltarão a tocar e recuperarão o som da manhã da Páscoa".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência