Estudo afirma que Peppa Pig faz mal. É mentira da Internet

Boato atribui a Harvard danos em crianças

Por gabriela.mattos

Estados Unidos - Denúncia! A série infantil Peppa Pig faz mal a crianças, atesta pesquisadores da conceituada Universidade Harvard, nos Estados Unidos. A notícia pipocou nas redes sociais na quinta-feira e causou alvoroço entre pais. O psicólogo Marc Wildemberg, coautor da pesquisa, afirmava no texto que o desenho prejudicava ‘funções cognitivas’, relativas ao aprendizado.

Mas não deu tempo de viralizar. Tratava-se de uma pegadinha, como atestou o site Boatos.org. O tal do Marc nem existe, muito menos liderou pesquisa em Harvard, que tampouco dissecou Peppa Pig.

Mentira dizia que mau comportamento de Peppa era prejudicialReprodução Vídeo

O texto que passou a circular esta semana é versão reduzida de notícia falsa veiculada num site mexicano. “O estudo constatou que a série infantil podia causar problemas de ajuste social em crianças, além de desenvolvimento de complexos psicológicos graves.

Peppa, que é mostrada como superior aos outros, mostrando nenhum respeito para sua família. Portanto, um complexo de superioridade seria criado em seus espectadores jovens, desenvolvendo a sua falta de respeito e falta de tolerância para outras opiniões ou pessoas”, contava.

Na versão original da balela o estudo de Harvard havia constatado que ver Peppa Pig causava autismo nas crianças!Uma mentira ainda mais deslavada, porque nada causa autismo, um mal de nascença.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia