Rússia derruba sites pornô e sugere que usuários conheçam pessoas na vida real

Agência do governo tenta fazer graça com internautas vira motivo de piada

Por O Dia

Rússia - Os maiores sites pornôs do mundo, Pornhub e YouPorn, foram bloqueados na Rússia por ordem do governo nesta semana. Internautas russos iniciaram um bate-boca com o órgão que regulamenta as comunicações online em função disso. As informações são do "Moscow Times".

Essa não é a primeira vez que o bloqueio ocorre. Em setembro de 2015, o "Roskomnadzor" derrubou o Pornhub no país, além de outros 10 sites, sob alegação de serem 'perigosos para crianças' e foi zombado no Twitter.

Governo russo bloqueia sites pornôReprodução

Ao receber uma pergunta do usuário @Lyolya sobre qual alternativa sugeria para quem acessava o site, o órgão do governo respondeu: "Como alternativa você pode conhecer alguém na vida real". Neste bloqueio, de 2016, o governo russo se adiantou aos internautas e ressaltou que a alternativa "continua valendo".

A "zueira" teve início novamente quando Lyolya (o usuário de 2015) respondeu perguntando se não poderiam sugerir algo novo. A agência quis ser engraçada com uma pergunta filosófica e respondeu: "É possível alguém entrar no mesmo rio duas vezes?"

"Se vocês não tivessem bloqueado o Pornhub poderiam descobrir isso", replicou o usuário. Já outro disse: "Você pode entrar em qualquer coisa duas vezes, vocês saberiam disso se não tivessem bloqueado o Pornhub".

Alguns usuários começaram a dizer que passaram a seguir o conselho da agência do governo e estavam conhecendo pessoas"na vida real". Um deles brincou afirmando que já estava até mesmo de casamento marcado.

Até o Pornhub entrou na brincadeira e ofereceu ao órgão uma conta premium em troca do desbloqueio. Internautas ficaram loucos e começaram a retuitar a sugestão. No entanto, o site, assim como o Youporn, continua bloqueado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência