Por clarissa.sardenberg

Cidade do Vaticano - Em sua viagem de volta da Suécia, onde participou do início das celebrações pelos 500 anos da Reforma Protestante, o papa Francisco afirmou nesta terça-feira que não gosta de dizer a palavra "prostituta".

Papa Francisco falou sobre vítimas de abuso sexual e disse que não gosta de usar a palavra 'prostituta'EFE

A declaração foi dada durante coletiva de imprensa no avião papal. "Trabalhei com duas congregações de irmãs que atuam com prostitutas, as mulheres escravas da prostituição. Não gosto de falar 'prostituta'", disse.

No último dia 12 de agosto, o líder da Igreja Católica se encontrou com 20 ex-garotas de programa em uma comunidade que trabalha com pessoas carentes em Roma e pediu "perdão" por todo o mal que os homens haviam lhes causado. "Peço perdão por todos os católicos e fiéis que abusaram de vocês", afirmou na ocasião.


Você pode gostar