Por bianca.lobianco
Síria - Um total de 37.500 pessoas já foi evaduado dos bairros do leste de Aleppo, segundo o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlüt Çavusoglu, que disse que o objetivo é terminar a operação nesta quarta-feira.

"Até agora 37.500 pessoas foram retiradas de Aleppo. O objetivo é completar toda a evacuação até amanhã", explicou o chefe da diplomacia turca em seu perfil no Twitter.

Civis na Jordânia protestam contra o genocídio na SíriaEfe

Çavusoglu se reúne hoje em Moscou com os ministros das Relações Exteriores da Rússia e do Irã para discutir a guerra civil na Síria.

Até ontem, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) tinha calculado em 25 mil o número de evacuados que foram transferidos a zonas do oeste da província de Aleppo desde quinta-feira passada, primeiro dia da operação.
Publicidade
A evacuação foi suspensa no sábado, em meio a acusações entre as forças do regime sírio, que faziam cerco à cidade, e as tropas rebeldes.
Civis na Jordânia fazem protesto contra genocídio na SíriaEfe

No último fim de semana, foi selado um novo acordo para continuar com a operação, que inclui a evacuação de pessoas das localidades de maioria xiita de Fua e Kafraya, reivindicada pelo Irã, aliado do governo de Damasco, e das quais já teriam saído 750 pessoas.

Também foi pactuada a saída dos civis de Madaya e Al-Zabadani, ao noroeste da capital síria e acossadas por forças pró-governo.
Publicidade
Espera-se que as evacuações em Madaya e Al-Zabadani comecem em breve.