Mais Lidas

Tufão mata 4 e destrói residências nas Filipinas

O fenômeno interrompeu o fornecimento de energia elétrica em cinco províncias no auge das celebrações natalinas

Por thiago.antunes

Balangas (Filipinas) - O poderoso tufão Nok-Ten atingiu partes das Filipinas no domingo de Natal, causando ao menos quatro mortes e destruindo casas. O fenômeno seguia para uma povoada região próxima de Manila nesta segunda-feira, um pouco mais fraco mas ainda com ventos fortes, segundo autoridades.

O tufão interrompeu o fornecimento de energia elétrica em cinco províncias no auge das celebrações natalinas, além de forçar dezenas de milhares de pessoas a deixar suas residências, no país com mais católicos na Ásia.

Um fazendeiro morreu após ser atingido por uma árvore que caiu na província de Quezon. Três outras pessoas, entre elas um casal arrastado pela enxurrada, morreram na província de Albay, a sudeste de Manila, após o tufão chegar na noite de domingo à província de Casiguran. O tufão atingiu áreas montanhosas e ilhas, danificou casas, derrubou árvores e interrompeu também as comunicações.

O Nok-Ten enfraqueceu um pouco, mas ainda tem ventos sustentados de até 130 quilômetros por hora e rajadas de 215 quilômetros por hora, segundo meteorologistas do governo. Na manhã desta segunda-feira, ele atingiu áreas densamente povoadas das províncias de Batangas e Cavite, ao sul de Manila, e deve seguir para o Mar do Sul da China ainda hoje.

O fenômeno é um dos mais fortes a atingir as Filipinas desde o tufão Haiyan, que deixou mais de 7.300 mortos ou desaparecidos e levou 5 milhões de pessoas a deixarem suas casas em 2014. Neste fim de semana, autoridades tiveram dificuldades em algumas províncias para convencer as pessoas a deixarem suas casas em plena celebração do Natal. Algumas autoridades disseram que determinaram a retirada forçada de pessoas de áreas de risco.

Cerca de 20 tufões e fortes tempestades atingem as Filipinas a cada ano. Nos últimos 65 anos, sete tufões atingiram o país no Natal, segundo a agência meteorológica governamenta

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia