Por lucas.cardoso

Dhaka - Uma menina de 10 anos vem chamando a atenção de médicos em todo mundo após ser diagnosticada previamente como primeira pessoa do sexo feminino com a doença do "Homem-Árvore". O caso de Sahana Khatun foi registrado na cidade de Dhaka, em Bangladesh, na Índia.

Há quatro meses, o pai de Sahana não ficou preocupado quando uma verruga com aspecto de casca de árvore apareceu. Contudo, depois de se espalharem pelo rosto da menina, o pai começou a ficar preocupado. O homem teve de viajar até ao sul de Dhaka, para conseguir ajuda médica.

Menina pode ser a primeira mulher diagnosticada com a doença do Homem-ÁrvoreAFP

Os médicos acreditam que a menina sofre da Síndrome Homem-Árvore e, se estiverem corretos, Sahana passa a pertencer ao pequeno grupo de pessoas com epidermodisplasia verruciforme. Em todo o mundo, apenas quatro pessoas haviam sido diagtnosticadas com essa rara patologia.

A menina vem sendo atendida e passando por testes no mesmo hospital onde Abul Bajanda, de 27 anos, diagnosticado com a mesma doença, foi sumetido a pelo menos 16 cirurgias para retirar as verrugas. As cascas estavam nas mãos e nas pernas do homem que hoje se prepara para receber alta. 

"Somos muito pobres. A minha filha perdeu a mãe quando tinha apenas seis anos. Espero mesmo que os médicos consigam remover as cascas do rosto lindo da minha filha", disse o pai da menina. 

Os médicos esperam que Sahana tenha uma versão menos agressiva que Abul, e acreditam que a menina recupere depressa.


Com informações da AFP

Você pode gostar